4.4.11

Heineken nova lider de cerveja no Brasil?

Jean-François van Boxmeer
Ainda não. No entanto, esse é um dos planos da cervejaria Heineken para os próximos anos afirma o executivo-chefe da cervejaria holandesa, Jean-François van Boxmeer.

Em janeiro deste ano, a Heineken pagou € 7,6 bilhões pela mexicana Femsa, dona da marca Kaiser no Brasil. O negócio proporcionará à empresa as condições para alcançar seu objetivo de aumentar de 11% para 25% a proporção dos lucros na América Latina e nos EUA em relação aos seus ganhos totais.

No Brasil, entretanto, a Heineken tem um caminho árduo pela frente. A Femsa fechou o ano passado com apenas 7,6% do mercado nacional, contra 69,9% da AmBev. Além disso, a Schincariol, que em 2009 ficou com 13,2% do mercado, está investindo pesado na marca Devassa e abriu negociações para a compra da Petrópolis, cuja cota foi de 11,8%.

Mesmo com um monopólio da AmBev é possível observar um recrudescimento de outras marcas, principalmente das cervejarias artesanais como foi visto no post passado (
Artesanais x Industriais ). Contudo, sabemos do potencial da verdinha e com uma estratégia boa, essa cerveja logo vai alcançar a mesa dos brasileiros.



Nenhum comentário:

Postar um comentário