19.11.10

A InBev vai dominar o mundo?

Não sei. O que posso dizer, é que no Brasil ela já é dona das principais marcas. Para quem não sabe a ambev foi criada em 1999, com a união da cervejaria Antártica e Brahma (dois gigantes agora juntos).

A partir deste ano começou a surgir uma das maiores empresas de bebidas da nossa atualidade. Com o passar dos anos novas empresas foram adicionadas no portfólio da ambev.Uma conhecida nossa a Bohemia foi uma das primeiras a serem compradas. Logo depois não em ordem, foi a Caracu,Skol,Serra malte, entre outras.

Com a união de tantas cervejarias, isso começou a ser um perigo para as micro – cervejarias como a nossa Devassa, Terezópoles, Nobel, Baden-Baden, Eisebahn, cerpa e tantas outras.O motivo dessa apreensão referente as cervejarias é sobre as vendas em restaurantes e supermercados.Afinal, o grande lucro dessas cervejas vem desse meio e com a ambev portando contrato de exclusividade, fica difícil conseguir  prosperar sem ter suas marcas na mira na ambev.

Em 2004 a ambev anuncia a fusão com uma empresa Belga a Interbew assim formando a InBev.Grande líder na venda de bebidas e uma grande variedade de produtos.

A Interbew antes da fusão estava na 3º posição no ranking (ambev 5º) das maiores produtoras de cerveja e possuindo cerca de 200 marcas em 21 países.A nova (não tão nova assim) InBev vai contar com três marcas globais:Stella Artois,Beck e Brahma.Mesmo assim tenho certeza que vamos ter uma maior facilidade para comprar cervejas do grupo.

Algumas marcas que são de minha preferência e pertencem a Inbev são: Noterña ,Patrícia, Quilmes, Hoegaarden, Stella Artois ,Seffe e Budweiser.Falando nisso a nova aquisição da Inbev foi a nossa conhecida Budweiser.A cerveja mais consumida  nos EUA, agora no portfólio da inbev.

Portanto, no começo quando falei que não sabia quando ao futuro se a Inbev vai dominar o mercado global de cerveja, é pelo motivo que ainda existem grandes cervejarias no mercado um exemplo é a Heineken. A cerveja mais vendida na Europa e uma das mais  consumidas do mundo. No entanto, estamos falando da Inbev e um aprendizado que podemos tirar disso tudo, é que dela podemos esperar qualquer coisa.

Quem sabe amanhã quando acordarmos não nos deparamos com a seguinte manchete: “InBev compra a Heineken.O que falta agora?” .



Novo post na página de Cervejas.
Novo vídeo na página Boteco

Um comentário:

  1. Você está certo.Na minha cidade grande maioria dos restaurantes/bares tem contrato com a ambev.

    Bom blog.

    ResponderExcluir